[FINALE REVEAL] ÚLTIMO trecho da prévia exclusiva de Finale!

Ao longo da semana, Becca tem divulgado em vários sites um trecho exclusivo de uma prévia de Finale. Hoje, foi liberada no site da própria autora o quinto e último trecho. Ela disponibilizou todo o conteúdo nesta página, com um porém: os fãs deveriam liberar a prévia completa e exclusiva, após montarem sua própria história enviando alguns dados por um formulário. Só assim seria liberado o conteúdo de Finale, bem como um poster exclusivo (foto abaixo, clique para ampliar) do último livro da Saga. Curioso para ler? Ainda não leu os 4 anteriores? Confira nossa tradução:
Só então um Plymouth Barracuda laranja, de por volta dos anos 1970, contornou o estacionamento. Estacionou sob a garagem, e Scott saiu. Como a maioria dos homens Nephilins, Scott tem o corpo de alguém aparentemente bem familiarizado com uma sala de musculação. Ele também é excepcionalmente alto, atingindo seis por seis pés. Ele mantém seu corte de cabelo cortado tão curto quanto um preso, e ele é uma boa visão — duro, endurecido de alguma forma. Hoje ele estava vestindo shorts de malha de basquete e uma camiseta sem mangas.

Vee abanou-se.

— Uau!

Levantei a mão no ar, com a intenção de sinalizar para Scott e chamar a sua atenção, quando a porta do passageiro do Barracuda se abriu e Dante surgiu.

— Olha isso — Vee disse. — É Dante. Faça as contas. Dois deles, e nós dois. Eu sabia que tinha gosto para correr.

— Estou sentindo a súbita vontade de continuar correndo — , eu murmurei. E não parar até que eu colocar muitos metros entre mim e Dante. Eu não estava no clima para acompanhar conversa de ontem à noite. Da mesma forma, eu não estava no clima para Vee bancar a casamenteira. Ela era muita provocadoramente boa nisso.

— Tarde demais. Está feito — Vee chicoteou seu braço sobre sua cabeça como uma hélice de helicóptero.

Com certeza, Scott e Dante se inclinaram para trás contra o Barracuda, balançando a cabeça e sorrindo para nós.

— Você está me perseguindo, Grey? — Scott gritou.

— Ele é todo seu — eu disse a Vee. — Eu estou indo concluir a corrida.

— E o Dante? Ele vai se sentir como uma terceira roda — disse ela.

— Vai ser bom para ele, confie em mim.

— Onde está o fogo, Grey? — Scott chamou, e para meu espanto, ele começou a movimentar-se e Dante parou.

— Estou treinando —, eu respondi. — Estou pensando em... tentando entrar na equipe de corrida.

— A equipe de corrida não começa até a primavera — Vee me lembrou.

Esqueça tudo.

— Uh-oh, a freqüência cardíaca está caindo —, eu gritei com Scott. E nesse momento, eu saiu correndo na direção oposta.

Ouvi Scott na trilha atrás de mim. Um minuto depois, ele agarrou a alça da minha regata, puxando-a brincando.

— O que lhe parece?

— Parece que você e Vee vieram para me ver sob o pretexto da corrida.

Eu dei um tapinha no ombro de congratulações.

— Bom trabalho, campeão.

— Então, por que você está fugindo? E por que Vee está cheirando como uma fábrica de perfume?

Eu fiquei quieta, deixando-o descobrir.

— Ah — ele disse por fim.

Eu abri minhas mãos.

— Meu trabalho aqui está feito.

— Não leve a mal, mas eu não tenho certeza se estou pronto para sair com Vee todo o dia. Ela é um pouco... intensa.

Antes que eu pudesse dar-lhe um sábio conselho.

— Finja até que você esteja pronto.

Dante parou ao meu lado.

— Posso trocar uma palavra com você? — Ele perguntou.

— Ah cara —, eu disse baixinho.

— Essa é a minha deixa para ir — disse Scott, e para meu desânimo, ele trotou para longe, deixando-me sozinha com Dante.

— Você pode correr e conversar ao mesmo tempo? — Eu perguntei a Dante, pensando que eu preferia não ter que olhar nos olhos dele enquanto ele remodelava seus pensamentos sobre nosso relacionamento improvisado. Além disso, ele falou muito sobre o quão nesta assunto eu estava.

Como resposta, Dante pegou o ritmo, movimentando-se ao meu lado.

— Fico feliz em vê-lo a correr — disse ele.

— E por que isso? — Eu ofegava, empurrando alguns cabelos soltos do meu rosto coberto de suor. — Você tem uma emoção por me ver uma completa bagunça?

— Isso, e é um bom um treino para o que eu tenho reservado por você.

— Você tem algo reservado para mim? Por que tenho a sensação de que eu não quero mais te ouvir?

— Você pode ser Nephilim agora, Nora, mas você está em desvantagem. Ao contrário de um Nephilim concebido naturalmente, você não tem a vantagem a uma altura extrema, e você não é tão poderosa fisicamente.

— Eu sou muito mais forte do que você pensa— eu argumentei.

— Mais forte do que você era. Mas não tão forte como uma Nephilim fêmea. Você tem o mesmo corpo de quando você era humana, e quando ele foi adequado na época, isso não é o suficiente para competir agora. Seu quadro é muito estreito. Comparado a mim, você é muitíssimo fraca. E o seu tônus ​​muscular é patético.

— Isso é lisonjeiro.

— Eu poderia dizer o que eu acho que você quer ouvir, em vez de o que você precisa ouvir, mas eu realmente sou seu amigo não é?

— Por que você acha que precisa me dizer essas coisas?

— Você não está preparado para lutar. Você não tem chance contra um anjo caído. É tão simples como isso. 

— Estou confusa. Por que eu preciso lutar? Eu pensei que tinha deixado claro várias vezes ontem, que não vai haver uma guerra. Estou levando os Nephilins para a paz — E carregando os arcanjos nas minhas costas. Patch e eu tínhamos decidido de forma inequívoca, um Nephilim enfurecido era melhor inimigo do que os arcanjos todo-poderosos. Era evidente que Dante queria ir para a batalha, mas discordou. E, como líder do exército Nephilim, a decisão acabou por ser a minha. Eu me senti como Dante estivesse me mimando, e eu não gostei nem um pouco.

Ele parou, me pegando pelo pulso para que pudesse olhar diretamente para mim.

— Você não pode controlar tudo o que acontece de agora em diante — disse ele calmamente, e um arrepio de presságio deslizou através de mim como se eu tivesse engolido um cubo de gelo. — Eu sei que você acha que eu tenho feito isso por você, mas eu prometi a Hank cuidar de você. Eu vou te dizer uma coisa. Se algo acontecer com você, e você for incapaz de liderar o exército, você vai escapar quebrando seu juramento, e você sabe o que isso significa.

Ah, eu sabia o que significava, tudo bem. Cavar a minha própria sepultura. E arrastar minha mãe atrás de mim.

—Eu quero te ensinar habilidades o suficiente para sobreviver, como medida de precaução —, disse Dante. — Isso é tudo que estou sugerindo.

Eu engoli.

— Você pensa em me treinar com você, eu posso chegar ao ponto onde eu vou estar forte o suficiente para lidar comigo mesma — Contra os anjos caídos, com certeza. Mas o que dizer dos arcanjos? Eu tinha prometido deter a rebelião. Treinamento para a batalha não era o objetivo.

— Eu acho que é uma pena em resposta.

A ideia de guerra virou meu estômago em um conjunto de nós, mas eu não queria demonstrar medo na frente de Dante. Ele pensava que eu não podia me cuidar. 

— Então, qual é? Você é meu pseudo-namorado ou meu personal trainer?

E como já era esperado, Becca nos deixou com mais curiosidade que antes, Anjos. O que vocês acharam da história, e o que vocês pensam que vai acontecer com a Nora e Patch? Quero suas opiniões!

Vamos aguardar até 2013 =(



10 comentários:

Postar um comentário

 

Siga no G+

Twitter

Facebook