Resenhas - Dezesseis Luas [Margaret Scohl e Kami Garcia]

Segunda resenha prontinha! Deveria tê-la postado antes, mas esqueci completamente dela. Pecadinho, não? Eu adorei Dezesseis Luas e acho que vocês também irão gostar Anjos! Curtam:

De Margaret Scohl e Kami Garcia, este livro conta a história de Ethan Wate, que fora cuidado pela governanta da família, a Amarie/Amma. Ele vive claramente entediado na cidade em que mora Gatlin, onde todos sabem um pouco da vida de todos. Caso típico de uma cidade pequena. Ele acreditava que Gatlin nunca seria um lugar diferente, que as pessoas de Gatlin sempre seriam as mesmas, e que ninguém saía de lá porque não eram corajosos o suficiente para escapar.

Ethan sempre tem um sonho recorrente, de que está caindo, e não consegue segurar e proteger 'uma garota'. Tudo se transforma quando Lena Duchaness aparece no colégio. É ela, a garota dos seus sonhos, literalmente! Sobrinha do temido Sr. Macon Ravenwood, ela passa a ser a menina mais admirada da cidade. Por seus cabelos encaracolados, seus olhos verdes... Mas eis que sua familiaridade com o velho Sr. Ravenwood - que dispensa apresentações, pois é temido pela sociedade de Gatlin - é descoberta. As pessoas da cidade passam a chamar de esquisita, pensar que ela seria como o tio.

Ethan começa a se dedicar a proteger Lena dos cidadãos de Gatlin, e vai até contra Amma, que também é contra a garota. Claramente apaixonado por Lena, Ethan promete cuidá-la e protegê-la.

Não vou me ater a contar sobre os outros personagens, porque você poderá conhecê-los durante a leitura, e suas descrições são detalhistas. Uma parte que não me agrada muito são os restos de batalha que a cidade tanto vive, e se orgulha, foi um ponto ruim do livro, pois não prendeu minha atenção toda a descrição de Ethan sobre as guerras. O ponto alto da trama é quando você descobre que o Sr. Macon Ravenwood não é bem 'tão' afastado assim de Gatlin, e que ele realmente esconde segredos, assim como Lena.

Do que Lena tanto tem medo? Por que ela conta os dias para o seu aniversário de 16 anos? "Dezesseis luas, dezesseis anos / Dezesseis dos seus mais profundos medos / Dezesseis vezes você sonhou com minhas lágrimas / Caindo, caindo ao longo dos anos..." Este segredo dá título ao livro. E não para por aí. É um romance entre um mortal e uma imortal, e está cercado de maldições. Lena é da família de Conjuradores, e a partir daí, seu olhar sobre ela e sua família, também muda.

O livro em si, me agradou, pois é um romance, mas não é meloso, do tipo Romeu e Julieta com um 'puta drama' no final. Não, é um livro simples, que rende um bom romance e eu classificaria como um ótimo passatempo para quem gosta do gênero. Ele demora à engrenar, mas você logo se apaixona (ou odeia) os personagens assim que os mistérios vão sendo desvendados. Ah! O livro dispõe de 3 árvores genealógicas - lindas - das famílias dos personagens. Ponto para a Editora Galera, já que assim você pode conhecer as famílias, e não se perder nos personagens, e é um atrativo à mais para o livro. Não encontrei muitos erros, o que por dizer dos livros de hoje, é um ponto positivo, já que encontramos muitos livros com erros gramaticais.

'Dezesseis Luas' tem sua sequência, 'Dezessete Luas', ainda mais misterioso que o seu antecessor, e ganha uma adaptação nos cinemas, com data no IMDB para 1 de fevereiro de 2013. As filmagens começam em abril, porém o casting principal já foi escolhido:

  • Ethan Wate (Jack O'Connell)
  • Lena Duchaness (Alice Englert)
  • Amarie / Amma (Viola Davis)
  • Macon Ravenwood (Jeremy Irons)
Veja a lista completa do elenco clicando aqui.

Avaliação O Archanjo: 3 peninhas!

2 comentários:

Postar um comentário

 

Siga no G+

Twitter

Facebook